sábado, 23 de maio de 2009

Ética e indiferença






Os valores morais não são eternos, são criadas pelos homens no qual existe uma deficiência entre as principais formas que o jovem levam a vida. Muitas vezes estão substituido todo seu vigor por uma resignação. Abandonam todas suas crenças e se tornam céticos quando aos seus futuro, deixão de fazer planos e começam a viver sem nenhum questionamento.
Uma cultura de frieza e total indiferente se torna cada vez mais amplo para as pessoas, incapazes de delegar um pouco de atenção quando o assunto gira em torno de "ajudar o próximo!"
Será que esses valores estão sendo constantemente reavaliados? Na medida que o homem não atuliza seus principios ele não percebe o que é "possivel" de se realizar, mais em determinados momentos a "percepção" do conceito de possibilidade muda. Normalmente acontece por alguma decepção na esfera sociológica; Costumo a dizer basta algum "tombo" (fracasso, Triteza) apenas assim aprendemos algo realmente.

No texto de Ernst Tugendhat intitulado ‘‘Nietzsche e o problema da Transcendência Imanente’’. E principalmente que Nietzsche esplica a força criadora náo esta presente so no homem em tudo que vivi, criar não é uma escolha não depende da diga-se de passagem. Segue trecho do texto de Tugendhat:

O sentido da vida consistia antes, precisamente, na relação com o transcendente sobrenatural, ou seja, com Deus. Nietzsche mantém, porém, que se já não podemos manter esta crença, nossa vontade cai primeiro num vazio, no nada. Ele ainda diz:“Antes de nada querer, a vontade quer o nada”. Isto é o que Nietzsche chama de “decadência” ou “niilismo”. Aqui o conceito do transcender humano, do ir além, adquire um sentido mais amplo. O conceito básico é agora o de estar dirigido a um sentido da vida e o fato de que este sentido consista em algo supra-sensível é só um conteúdo entre outros. Nietzsche estava convencido de que o homem necessita para viver de um sentido da vida e, por isso, viu a sua tarefa numa reavaliação dos valores, segundo a qual os homens deveriam ver o sentido da vida na própria vida. Ao invés de obedecer aos valores dados (valores supra-sensíveis), o homem criaria seus valores.

Isso significa que a transcendência para o sentido da vida voltar-se para o interior do próprio ser humano. Poder-se, falar de uma transcendência imanente, quer dizer, de um ir além que precisamente não seria um ir a algo além do natural, mas um ir além do ser do homem.

A ética é uma discursão sobre valores do qual o filoso Nietzsche diz que sempre deve ser cosntantimento reavaliados.A sustetação da indiferenã é possivel a partir da falta de conciência cidadã.
Não estamos sós, dependemos uns dos outros para sobrevivência. A indiferença é resultado de uma violência em um sistema individualista, no qual somos todos responsáveis.
São tantos acontecimentos que deixamos prá lá as perguntas e respostas. Mas, com certeza a questão que todos nós devemos pensar é: Quando teremos uma sociedade ética, cidadã com liberdade e igualdade para todos?

texto: Luciene Mione

27 comentários:

Patrick Araújo disse...

Blog Muito legal... Gostei bastante... Boa Sorte.. o tutorial do word press me ajudou demais.. rsrsrsrs

Davi Lopes Ramos disse...

profundo... vc estuda filosofia ou algo assim? eu costumava ler nietzsche, descartes, spinoza entre outro... mas a faculdade me deixou, me deixou burro demais!

Portal do pobre disse...

Parabéns pelo blog, você tem uma escrita muito boa e seus pensamentos são impressionantes ;O

Bloguei xD disse...

Desculpa a demora pra comentar, mas eu tava lendo o restante do blog.
Parabéns pelo texto e pelo blog em sí. Você tem um otimo futuro pela frente
Escreve com o coração, guarde bem essa caracteristica.
Beijo
www.bloguei.com.br

Guiovan Coimbra de Oliveira disse...

Parabens pelo seu texto muito inteligente e de facil comprensão!!!!
parabens pelo blogger menina!!!
abraços!!!!

Arlindo disse...

O.o,bem você escreve muito bem,acho que lê também muito,bato palmas para você,ótimo.

Arthur Melo disse...

Parabéns
pelo seu texto
a interface do blog
está muito boa.
discordo de nietzsche, no ponto que tudo volta, creio que a vida não é ciclica.
Os valores realmente não são eternos
os homens os criam p/ satisfazer-lhes.

Anderson Meireles disse...

Uma boa pergunta...Quando?!
Não sei a resposta. O que sei é o mesmo que você; que enquanto não começarmos a mudança dentro de nós individualmente, não poderemos ajudar os outros.
Excelente reflexão!

Janelas do rosto disse...

Sinceramente, voc~e é uma ótima pensadora. Vc tem potencial, garota! Dou a vc um conselho, revise seus textos, encontrei erros de concordância e de português!

Abraço!

Janelas do rosto disse...

Se puder me ajudar...

Escrevi um conto no meu blog" vai Uma Sinestesia Aí?" e dediquei para uma pessoa especial para mim, preciso que vocês me ajuedem comentando no meu conto, comentem sobre a história e no final do comentário escrevam: Rafa, não deixe o amor passar.
Preciso de vocês para atingir o máximo de comentários possíveis.
o endereço é:
www.deborathamine.blogspot.com
Obrigada a todos!

Janelas do rosto disse...

obrigada pelo post! pessoas como vc, que de fato pensam, é o q precisamos tbm!

BLUESPEED disse...

Belo pensamento Luciene.
Eu penso que a liberdade, igualdade para todos, uma sociedade totalmente ética é uma utopia. Sim, estamos no caminho, mas nunca chegaremos lá. Nós seres humanos somos vagos em vários aspectos...alguns sobressaem em algo, outros em outros aspectos. A idéia de entender um sentido para a vida, de completar esse vazio que sentimos à nossa alma, de criar valores e idéias que serão seguidos ou influenciadores num futuro a alguém; faz parte do nosso ser. Não sentimos felizes de ter algo em falta. Precisamos juntar pedaços, compartilhar pensamentos, construir algo que seja para todos...uma sociedade igual para todos? Talvez. Mesmo que nunca atinjamos esse objetivo, vamos lutar para que ele seja mais próximo disso alcançado.

Rogerio disse...

muito bom o texto..parabensn

César Fernández disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Angel disse...

Parabéns pelo blog, demorei um pouquinho pra postar pra poder ler todo o texto com atenção. Realmente, nesse mundo, não estamos sozinhos, e nossa sociedade individualista, precisa reavaliar os seus valores.Parabéns.

http://infonews2012.blogspot.com

Lucas disse...

Ola, o texto é otimo perfeito, você parece realmente gostar de filosofia ^^


não deixa de escrever viu???


bjs

Pedro disse...

Devido a falta de conciencia do povo o que acontece? é isso ... A educação, segurança, instabilidade no gorveno, alienação na religião. Acho que nada ira mudar, estamos vivendo em uma sociedade que acredita em se próprio. O que adianta pensar em fazer algo que não ah mais solução. Talvez um novo começo, um Armagedon, o Apocalypece, a volta de Jesus Crito. Apenas isso.

Filipe disse...

Oi Lu, parabéns novamente pelo blog, discussões desse tipo tem sido cada vez mais abordadas na atual conjuntura social, como o avanço cético. Beijos, continue assim que tu vai bem..rs

Márcioko disse...

Nossa muito bacana o texto, muito bem escrito e agradável de se ler! Realmente as pessoas se tornaram individualistas mesmo, o que nunca era pra ter ocorrido.

Anônimo disse...

hmmmm... interessante, culto, complicado.... tão complicado q nem sem o q comentar sobre o texto, n sei se falo da indiferença da sociedade, do individualismo a nos pregado pro nossa propria sociedade,sobre a exclusão que nós mesmos causamos, pq no fim não somos capazes de confiar uns nos outros, o negro é sempre o ladrão, o branco é sempre o playboy metido, seguimos estereótipos e nem percebemos isso, muitos pregam pregam mas no fim são apenas hipócritas com seus proprios preconceitos, mas é assim nosso mundo, nossa "cultura global", e mudar isso vai levar seculos e muita mas muita força de vontade....

O mundo de cada um disse...

Nossa que texto, você escreve muito bem. Tem uma ótima capacidade de argumentar, e pensamentos muito bons. Adorei a galeria de fotos do espaço chamado momentos. Parabéns pelo blog. Ele é show!

Blog Hora Livre disse...

Eu gostei muito do blog, sério mesmo.
Valores, muito bom falar sobre isso. Muitos de nós não analisamos sobre eles, eles precisam ser discutidos na nossa vida.

Rafa Amaral disse...

Adorei seu blog. Gosto muito de filosofia, artes etc. Por isso, tenho um blog de cinema, onde escrevo críticas mais aprofundadas. Venha conhecer e, se quiser, torne-se seguidora. Já me tornei seguidor do seu... Abraçossssss

http://cinemasemtempo.blogspot.com

Pesqueira-Pe Fotos! disse...

Baca muito bom seu Blog,Parabéns!

Abraços


Pesqueirabr.blogspot.com

João Paulo disse...

Toda experiencia nos mostra o que vamos nos torna com o tempo. Começamos com um papel em braco, talvez encontre a chave do passado refletindo proximo ao seu futuro. Ficamos tão anciosos para crescer e correr da vida, e depois de algo triste os que nos resta é uma folha a massada, um papel que talvez seria melhor em branco.
Nacemos sos, morremos sos mais vivemos com alguem que faça escrever nossa historia. Será que devemos ser tão hipocritas e esquecer da tinta?
Otimo testo!

caroline caiana disse...

Oieee, olha adorei o comentário que você fez no meu blog, obrigada viu? pois é a vida prega algumas peças e temos que enfrenta-las da melhor forma.
que bom que vc gostou do meu texto e claro que autorizo vc coloca-lo aqui no seu blog, que é lindo por sinal.
quando postar me avisa tá? quero ser a primeira a comentar...um beijão!

Fernando Genaro disse...

Nossa, muito booom!
Parabéns